Inigo Pereira recorda melhorias e revela projetos futuros para Carnaxide/Queijas

667

Marcadas para o próximo dia 26 de setembro, as Eleições Autárquicas vão marcar o fim de um ciclo (e o início de outro) nas Câmaras Municipais e Juntas de Freguesias de todo o país.

No nosso concelho e nas freguesias que o compõem não será diferente e, por isso, o “Notícias de Oeiras” foi procurar um balanço do que foi feito nos últimos 4 anos na União de Freguesias de Carnaxide e Queijas.

Em entrevista, via e-mail, o Presidente Inigo Pereira apresenta a todos os leitores um resumo do trabalho desenvolvido pela sua equipa neste último quadriénio.

O líder da UFCQ começou por referir que “os sucessivos confinamentos, cancelamentos, adiamentos, mas também os distanciamentos a que nos vimos forçados [devido à pandemia provocada pela Covid-19] foram os momentos mais difíceis nestes últimos anos”, pois “as funções autárquicas apenas são eficientes quando motivadas por uma constante presença junto das pessoas (…), o exercício de proximidade é a solução para quebrar barreiras”.

Para além deste facto, “ver que o impacto económico deste flagelo acabaria por afetar famílias, direta ou indiretamente”, foi outro dos fatores que preocupou a equipa da UFCQ.

Mas também houve pontos positivos, já que “a pandemia (…) fez encontrar em cada um de nós uma força que nos surpreendeu, que nos tornou mais resilientes”.

Inigo Pereira destaca mesmo o facto de a União de Freguesias ser “povoada por gente boa, capaz de ser solidária nas situações mais delicadas, de se mostrar capaz de cumprir as recomendações sanitárias, de ser, mais do que uma esperança, uma certeza na coesão profícua deste enorme concelho de Oeiras”.

Mesmo com tantas dificuldades, “todos os colaboradores da União de Freguesias de Carnaxide e Queijas foram capazes de implementar medidas de apoio que chegaram a todos os que necessitaram, de dar pronta resposta aos seus pedidos e continuar a cuidar ininterruptamente dos espaços públicos”.

Em relação às obras feitas, Inigo Pereira lembra que “muito foi feito e muito haverá ainda por fazer”, mas destaca “a abertura do edifício da sede da Universidade Sénior em Carnaxide, no ano de 2018 e, mais tarde, a abertura do pólo em Queijas”, para além “do pólo da Refood, que desde abril de 2018 tem demonstrado ser útil no apoio a famílias carenciadas de Queijas”.

Outra das grandes conquistas foi “a inauguração do Centro de Enfermagem de Queijas, um equipamento muito aguardado pela população; era fundamental para Queijas e o facto de este ano ter alargado o seu horário é um sinal da sua importância”.

O Presidente da UFQC refere também “as melhorias significativas” nos Mercados de Carnaxide e de Queijas, sendo que em Carnaxide “permitiu criar uma nova zona de esplanada”.

“Não menos importantes são as intervenções diárias que as equipas da União de Freguesias de Carnaxide e Queijas têm efetuado em todo o espaço público, melhorando acessos, corrigindo sinalética, criando rampas de acessos, ou substituindo calçada de vidraço por piso antiderrapante”, refere Inigo Pereira sobre este tema, acrescentando que “o Município de Oeiras foi fundamental para a concretização de todas estas intervenções”.

Sobre o ambiente, um dos temas também muito debatido por todos nós nos últimos tempos, o líder da União de Freguesias refere que “cabe à UFCQ zelar pela limpeza do espaço público, tornando-o mais agradável e menos sujeito ao impacto dos poluentes”.

Concretamente em relação aos espaços verdes, “a união de vontades vai obter bons resultados”, mas a preservação da Serra de Carnaxide é uma das bandeiras da equipa da UFCQ.

A Câmara Municipal de Oeiras já adquiriu 44 hectares deste “pulmão urbano” e quer chegar aos 60 hectares, prometendo que não haverá construção neste espaço.

“A Autarquia tem vindo a enriquecer o património arbóreo do concelho, tendo plantado, só em 2020, 3100 árvores e vamos certamente ver nascer no futuro o Parque Urbano Municipal da Serra de Carnaxide”, destaca Inigo Pereira.

No futuro, e caso Inigo Pereira continue à frente dos destinos da União de Freguesias de Carnaxide e Queijas, as duas localidades vão receber várias melhorias, com destaque para a “nova Praça de Queijas, que incluirá um novo espaço de diversão para as crianças” e para as “obras de reabilitação do Centro Cívico de Carnaxide”, que vão arrancar em 2022.

Em Linda-a-Pastora, “o Santuário da Rocha e a sua envolvente vão ser alvos de uma requalificação, a Capela São João Batista será reabilitada e haverá um novo Quartel para os Bombeiros, para além dos passadiços de acesso a Carnaxide e o Eixo Verde-Azul, que já são uma realidade”.

“Em 2023, prevê-se a obra da Via Longitudinal Norte, fundamental para o melhoramento de acessos e um ano antes, a passagem pedonal entre Queijas e o Estádio Nacional será uma realidade”, diz Inigo Pereira.

Nos Bairros Municipais também vão haver novidades, pois “o Bairro Luta pela Casa beneficiará de uma intervenção de melhorias a nível de pinturas e isolamento em todas as habitações” e “o Bairro de São Marçal contará com um novo espaço Multiusos, que será também o abrigo do projeto Família Global e de uma Escola de Judo”.

Os lugares de estacionamento também vão crescer um pouco por toda a União de Freguesias, depois de ter sido construído um parque com capacidade para 130 veículos na Quinta da Nora, junto ao Quartel dos Bombeiros Voluntários de Carnaxide.

A nível cultural, a nova sede da Sociedade Filarmónica de Carnaxide irá ser inaugurada em breve.

A terminar, Inigo Pereira deixa uma mensagem a todos os fregueses da União de Freguesias Carnaxide/Queijas:

“Sinto uma enorme gratidão por me terem dado a oportunidade de ser Presidente da União de Freguesias de Carnaxide e Queijas; foi aqui que cresci, que vi a sua evolução, que convivi com as suas gentes; é por isso que continuo a sentir-me empenhado em servir enquanto autarca esta terra que bem conheço; continuo motivado, tal como no primeiro dia, e determinado a apoiar as famílias, instituições, comerciantes e restantes pilares do tecido social e encarar com otimismo os tempos que aí vêm.”

“Carnaxide e Queijas merecem!”