Isaltino Morais visita “obras estruturantes” no concelho de Oeiras

Isaltino Morais, presidente da Câmara Municipal de Oeiras

O presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Isaltino Morais, acompanhado do executivo municipal e deputados da Assembleia Municipal, visitou esta terça-feira, as obras do novo Quartel dos Bombeiros de Oeiras, do futuro Fórum Municipal e da Casa dos Cientistas, projetos considerados “estruturantes para o território” e cuja construção se encontra em fase de construção.

As obras do novo Quartel dos Bombeiros de Oeiras, do futuro Fórum Municipal e da Casa dos Cientistas, são considerados “projetos estruturantes para o território” e cuja construção “avança a bom ritmo”.

O novo Quartel dos Bombeiros de Oeiras, que terá cerca de três mil metros quadrados e que vai proporcionar uma “mudança significativa” para os seus 80 operacionais, beneficiando de um investimento municipal na ordem dos 4.7 milhões de euros.

De seguida, o presidente da Câmara de Oeiras visitou o futuro edifício dos serviços administrativos da Câmara, o Fórum Municipal, uma obra que vai proporcionar melhores condições e conforto para os trabalhadores, além de vir a concentrar num só espaço todos os serviços da Câmara.

“Esta obra é um desafio. Desafio para o projetista, para o empreiteiro, para os serviços da Câmara na fiscalização e acompanhamento da obra, desafio no futuro para a gestão do edifício. Portanto, são várias especialidades postas à prova com a construção deste edifício”, disse Isaltino Morais.

O autarca sublinhou que o investimento significativo, cerca de 50 milhões de euros, é “indiscutivelmente necessário”, uma vez que irá proporcionar melhores condições e conforto para os trabalhadores, além de vir a concentrar num só espaço todos os serviços da autarquia.

“No espaço de 15 anos, com o que a Câmara irá poupar com os edifícios que serão desocupados e a conseguir rentabilizá-los, este edifício ficará pago”, acrescentou.

A visita terminou na futura Casa dos Cientistas, na Quinta dos Sete Castelos, em Santo Amaro, que será uma residência para cientistas (doutorados e pós-doutorados) que estejam a trabalhar em Institutos de Investigação no concelho de Oeiras.

A obra deverá estar concluída em março de 2023 e será uma residência para cientistas (doutorados e pós-doutorados) que estejam a trabalhar em Institutos de Investigação no concelho de Oeiras, contando com onze quartos, distribuídos por três pisos, num investimento municipal de 3,1 milhões de euros.